31 outubro 2008

Google testará envio de SMS pelo Gmail

Usuários começam a usar conta do Google para login em outros sites

O Google anunciou, na quarta-feira (29/10), seu apoio oficial à iniciativa OpenID, permitindo que os usuários do Google façam login com as informações de sua conta em outros sites.

A API do Google, ainda com acesso limitado, tem como base o protocolo OpenID 2.0, e deve ser inclusa pelos serviços que desejam habilitar a função aos seus usuários.

Por enquanto, é possível testar o login com a conta do Google ao acessar algum serviço do pacote de aplicativos Zoho.

Entre outras empresas, a Microsoft e o Yahoo adotaram a mesma estratégia e, recentemente, o MySpace aderiu ao movimento.

Os sites interessados a participar do período de testes do OpenID devem se registrar no grupo de discussão do Google Federated Login.

Daniel Ionescu, editor da PC World, de São Francisco

29 outubro 2008

Conversor digital deverá ter novas funções

O segmento dos conversores para televisão digital, os chamados STB (Set_Top Boxes), deverá ser uma das mais dinâmicas áreas da indústria eletroeletrônica, por pelo menos a próxima década, de acordo com a iSuppli, instituto de estudos da America do Norte. Mas, o produto terá um visual e uma funcionalidade diferentes dos atuais produtos.

Em recente estudo da empresa, o segmento deverá ser em 2012, o terceiro maior mercado entre os eletrônicos de consumo, com 25 bilhões de dólares anuais de faturamento, perdendo apenas para as câmeras digitais (27 bilhões) e os televisores LCD (110 bilhões) Leia mais a respeito do ranking em 2012 aqui: LCD deve ser o maior segmento do mercado até 2012.

Para que isso ocorra, nos próximos anos o mercado de conversores deverá expandir as funções do produto, incluindo a possibilidade de gravação de vídeo digital e vídeo em alta definição (HD). Em 2012, mais de 70 por cento dos STB deverão ter suporte para pelo menos uma dessas tecnologias. Número muito acima dos apenas 35 por cento em 2007, afirmou a iSuppli.

“Os DVRs (Digital Video Recorders – Gravadores Digitais de Vídeo) são economicamente viáveis e baratos de se integrar aos conversores, já que os preços dos HDs, necessários para a função, tem caido muito” afirmou Jordan Selburn, analista principal para conversores digitais da iSuppli, durante a apresentação da pesquisa durante a semana passada.

Segundo o analista, está desaparecendo a fronteira entre Hard Disks e DVRs, com o aumento de capacidade dos atuais HDs, com a queda de preços dos mesmos e com os Chips de processamento de vídeo migrando para processadores mais baratos, cada vez mais um dispositivo de armazenamento ou gravação de vídeo será indispensável nos conversores.

Já para 2008 o instituto prevê que 125 milhões de televisores com definição HD serão vendidos, e, grande parte dos consumidores desses produtos gostará de ter um dispositivo para armazenar o conteúdo em alta definição.

Na previsão do instituto estão sendo considerados como Set-Top Boxes todos os conversores para TV digital, incluindo aqueles para converter sinais de satélite, cabo, terrestre e IPTV.

Samsung acrescenta monitores widescreen à linha

Google lança versão do Google Earth para iPhone

Nokia mostra novo concorrente para o iPhone no Brasil

27 outubro 2008

Nokia trará serviço de download gratuito de música ao Brasil


TVs full-HD: a chave para a melhor imagem

Por Alex dos Santos

Há poucos dias, nós da redação da revista Home Theater&Casa Digital, realizamos um teste com o TV LCD Sharp LC-65D64U, de 65”. Embora já havíamos feito avaliação de outros displays gigantes, como o LCD Sony de 70” e o plasma LG de 71”, este modelo da Sharp tinha um significado especial. Após seis anos de ausência do mercado brasileiro, a empresa japonesa novamente estava presente com produtos de alta tecnologia e, portanto, mais uma marca para brigar nesse concorrido mercado de telas finas. O resultado do teste você confere na próxima edição da revista Home Theater&Casa Digital – ed.150/novembro.

Mas o que foi marcante, durante a avaliação desses televisores, foi a facilidade da equipe em visualizar tanto as qualidades quanto as características negativas de cabos, players e até de condicionadores de energia utilizados junto aos displays. Devido a maior quantidade de pixels (1.920×1.080p = 2.073.600 pontos) disponibilizada em área útil, é muito mais perceptível a exibição de problemas em nitidez na imagem – ruídos, cintilações e contornos pouco definidos – quando se utiliza produtos de qualidade limitada.

Por isso, se você pretende adquirir um TV de plasma ou LCD de tela acima de 50”, não deixe de ter um bom player de alta definição e cabos (HDMI e componente) de marcas renomadas para interligar todas as suas fontes. Somente assim, você terá a garantia de uma melhor reprodução de imagem e a certeza de que o investimento em uma tela grande valeu a pena.

24 outubro 2008

Notebook que cabe na palma da mão sai nos EUA


Equipado com processador Marvell PXA270 de 312MHz, 64 MB de memória RAM e sistema operacional Linux, o iKit apresenta teclado tipo QWERTY, tela de 2,8 polegadas com resolução de 320 por 240 pontos, câmera de 0,3 megapixels, portas USB, conexão Bluetooth e Wi-Fi, além de compatibilidade com cartões de memória microSD de até 8 GB.

A empresa Imovio lançou esta semana nos Estados Unidos o iKit, um notebook com tamanho de 95 mm por 65 mm. Ele cabe na palma da mão e pesa apenas 113 gramas. O iKit é anunciado pelo fabricante como um dispositivo otimizado para o acesso à Internet, e-mails e bate-papo e serve como uma alternativa aos smartphones e mini-PCs.

A tela principal do produto é organizada em ícones para facilitar a navegação dos usuários, que contam com acesso rápido a recursos importantes como e-mail, programa de mensagens instantâneas, navegador web, lista de contatos e aplicativos multimídia.

A duração estimada da bateria do iKit é de três horas em funcionamento normal e 250 horas em modo standby. A embalagem do equipamento inclui ainda um cabo mini USB, fones de ouvido, carregador e guia de usuário.

O preço sugerido do produto é de 130 euros, cerca de R$ 400.

Redação Terra

14 outubro 2008

Microsoft oficializa Windows 7 como seu próximo sistema operacional

Do G1, em São Paulo

A Microsoft confirmou nesta segunda (13) que seu novo sistema operacional vai mesmo se chamar Windows 7. Desde que as primeiras informações sobre o "sucessor" do Windows Vista surgiram na internet, o nome vinha sendo apresentado como provisório.

Mike Nash, gerente de produto do Windows, anunciou a decisão no blog oficial do Vista. Segundo ele, a escolha levou em conta a praticidade. "É a sétima versão do Windows, então faz sentido", resume.

Ele relembra as versões anteriores e explica a mudança. "Ao longo dos anos adotamos diferentes abordagens para batizar o Windows. Usamos números de versões, como Windows 3.11, datas, como Windows 98, ou 'conceitos', como Vista."

Segundo Nash, não faria sentido usar a numeração de anos, já que a Microsoft não lança um novo sistema a cada 12 meses. Ele também diz que não quiseram criar um novo nome "conceito" para poderem continuar se concentrando na evolução do Windows Vista.

O blog informa que a Microsoft deve revelar mais detalhes sobre o Windows 7 em breve, em eventos para desenvolvedores.

07 outubro 2008

HP decreta o fim dos mouses

Ricardo Marques

Se depender da HP, você vai aposentar o seu mouse em breve. Essa é a proposta do Touchsmart HP, que já havíamos anunciado aqui. Um PC com tela touch screen de 22” e que permite fazer tudo com a ponta dos dedos, de forma bem intuitiva. Claro que mouse e teclado sem fio acompanham o produto, mas dependendo da utilização que você der para o computador, acredite, você não irá utilizar esses acessórios.

Um programa desenvolvido pela HP e Microsoft agrega todas as funções de entretenimento numa interface bem simples (muito parecida com a do iPhone), e pode ser utilizado como um media center. O computador está apto a receber imagens em alta definição via cabo (apenas no ambiente Windows Media Center), tem saída S/PDIF para ligar a um sistema 5.1, conexão wireless (b/g/n) e bluetooth, 4GB de memória RAM, HD de 500GB e processador Core 2 Duo. A máquina é realmente fascinante, mas o seu preço ainda é um pouco salgado R$ 6.499.

06 outubro 2008

01 outubro 2008

Homenagem aos 100 anos do falecimento de Machado de Assis

Apresentação

O propósito desta homenagem a Machado de Assis, mais que lembrar o centenário de sua morte, é fazer com que a sua obra completa chegue a qualquer usuário internet, em edições confiáveis e gratuitas. Resultado de uma parceria entre o Portal Domínio Público - a biblioteca digital do MEC - e o Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Lingüística (NUPILL), da Universidade Federal de Santa Catarina, o projeto teve como propósito organizar, sistematizar, complementar e revisar as edições digitais até então existentes na rede, gerando o que se pode chamar de Coleção Digital Machado de Assis.
É fato que não tardarão a surgir questionamentos quanto à completude do material aqui apresentado, o que é amplamente desejável. Cada vez mais, a internet tem se constituído como canal para o desenvolvimento e o aprimoramento colaborativo de projetos os mais diversos, sendo este também o caso da obra completa de Machado. Pesquisadores e especialistas da obra do grande escritor podem contribuir apontando possíveis omissões, sugerindo novas abordagens e mesmo enviando materiais para publicação no portal. Quanto ao público em geral, pode interagir por meio de mensagens eletrônicas, a serem publicadas na seção Postagens.

Acompanham o “prato principal” das obras completas, além do vídeo produzido pela TV Escola, informações introdutórias sobre a vida e a obra do autor, adaptadas de fontes confiáveis, como a cronologia preparada por Galante de Souza para a Revista do Livro (INL/MEC), em 1958, e a página eletrônica da Academia Brasileira de Letras. Necessário observar que o propósito das seções Cronologia e Bibliografia não é trazer informações novas ou exaustivas sobre o autor, mas possibilitar ao usuário acesso a informações básicas sem precisar recorrer de imediato a outras fontes.

Já a seção O autor e a obra procura conjugar momentos distintos da interpretação da obra machadiana, ao publicar fragmentos de autores contemporâneos de Machado e ao viabilizar o acesso a uma amostra significativa da atual produção acadêmica sobre o tema. As teses e dissertações relacionadas nessa seção estão publicadas no Portal Domínio Público. Para ter acesso gratuito ao conteúdo completo, é só fazer um cadastro no sistema. Complementa a homenagem uma relação de endereços de outras páginas na internet com materiais de qualidade relativos a Machado e sua obra.

Boa leitura!